Adega

É num tradicional mas elegante e distinto edifício que a adega do Mouchão funciona desde 1901, sem grandes alterações. A instalação eléctrica apenas foi instalada em 1991. No pico do Verão, quando as temperaturas são mais elevadas no Alentejo, o adegueiro chega à adega por volta das 6 horas da manhã para abrir todas as janelas, deixando assim entrar o fresco ar matinal. Às 9 horas as janelas são fechadas de forma a proteger os vinhos dos efeitos da canícula de Verão.
Os nove lagares de pedra localizados nas salas interiores, com um pé direito de 15 metros que garantem uma temperatura fresca, aguardam em cada ano o início da vindima. Ao longo das grossas paredes alinham-se tonéis de 2,500 a 5,500 litros, pipas de 550 litros e barris de 225 a 300 litros.
A destilaria foi construída em 1929 e é aquecida por uma fornalha a lenha.
Todos os vinhos e bebidas espirituosas produzidos no Mouchão são engarrafado na herdade possuindo a adega equipamento de engarrafamento e rotulagem.
A adega é gerida pelo adegueiro que segue as pegadas do seu pai, e do seu avô antes dele.