Azeite Extra-Virgem e Mel de Flores SIlvestres

 História e Processo de Extracção do Azeite 

As oliveiras mais antigas remontam aos primórdios de 1900 quando os irmãos John e Rafael Reynolds plantaram 40 hectares de olival. A seguir à Revolução dos Cravos de 1974, as azeitonas Mouchão eram entregues na Cooperativa local de Casa Branca, mas a partir de 2007, passaram a ser extraídas na própria Herdade. As variedades de azeitona colhidas manualmente e prensadas na Herdade do Mouchão são a Cobrançosa e a Galega.

O azeite é extraído a frio a menos de 20ºC, com rendimentos baixos mas com qualidade excepcional. As prensas a frio têm um baixo rendimento que permitem assim a extração de Azeite Virgem Extra com extraordinária qualidade. Após a prensa, o azeite é deixado a decantar até seis meses, e ligeiramente filtrado antes de ser engarrafado.

Todas as azeitonas são apanhadas à mão em Novembro-Dezembro – no caso da variedade Cobrançosa, procura-se colher as azeitonas assim que a cor se mostre ligeiramente rosa ou púrpura e são logo prensadas e extraídas dentro de uma hora. O tempo curto entre a apanha e a prensa é crítico para a obtenção do equilíbrio entre acidez, frescura e qualidade global do azeite. Devido à baixa temperatura de extracção, os rendimentos no Mouchão podem ser metade da maioria dos produtores especialistas em azeite, significando que apenas a ‘flor’ e o mais fino e puro Azeite – o primeiro extraído à temperatura ambiente – será engarrafado.

Enquanto que a acidez é importante como designativo de qualidade, raramente é este o único indicador de carácter e sabor. Os azeites Mouchão normalmente são sinónimos de níveis de acidez muito baixos, abaixo dos 0.3%, e ocasionalmente ainda abaixo disso. As condições de crescimento e colheita na campanha 2018-2019 estiveram próximas da perfeição, permitindo que este Azeite Extra Virgem alcançasse uma acidez tão baixa quanto 0.1%.

A Mel

As abelhas são outra actividade importante na Herdade do Mouchão, que conta com uma saudável população.
Na vasta propriedade existe uma imensa variedade de flores silvestres, flora e floresta onde se inclui o eucalipto, a lavanda, a flor de oliveira, trevos, carapetos e espargos, o que permite a obtenção de um mel silvestre natural de altíssima qualidade e pureza.
Volver a Produtos